quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Ceará bate Cruzeiro no Mineirão e sai do Z4 da Série A

Em noite inspirada de Arthur, o Ceará bateu o Cruzeiro por 2 a 0 em pleno Mineirão, nesta quarta-feira, 24. O resultado fez o Vovô ganhar três posições na tabela, deixando a zona de rebaixamento para trás e assumindo a 14ª colocação.

Os gols do Alvinegro saíram na segunda etapa, ambos em contra-ataques. No primeiro, Arthur trabalhou jogada com Leandro Carvalho e marcou no rebote cedido por Fábio. O outro foi um gol típico de centroavante, cara a cara com o goleiro adversário e chute rasteiro.

O Ceará volta para casa com metade dos pontos que foi disputar no sudeste. O próximo adversário é outro mineiro, o Atlético-MG, segunda-feira, 29, no Castelão.
 
O Jogo

Com uma escalação mais modificada que o esperado - Além de Fabinho, que herdou a vaga de Samuel Xavier, suspenso, Lisca deixou no banco Felipe Jonatan, Juninho Quixadá e Edinho, lançando a campo João Lucas, Ricardinho e Juninho, respectivamente -, o Ceará entrou em campo precisando vencer o Cruzeiro para deixar a zona do rebaixamento. A partida ainda era válida pela 28ª rodada, o que significava que depois dela o Vovô estaria igual em número de jogos com todos os concorrentes diretos, aumentando a pressão pelos três pontos.

No primeiro tempo o Cruzeiro foi melhor. Finalizou mais, ficou a maior parte do tempo com a bola e soube construir jogadas ofensivas mesmo com um gramado pesado, devido a chuva. As duas melhores oportunidades da Raposa foram com Rafinha. Primeiro ele aproveitou lançamento de Robinho e desviou a trajetória da bola com o pé direito, obrigando Everson a fazer boa defesa. Depois recebeu passe rápido de Barcos e na pequena área chutou forte, mas a bola explodiu na trave.

O Ceará também teve duas boas chances na etapa inicial, ambas com Arthur. Primeiro ele finalizou de fora da área, rasteiro, bem próximo da trave direita do goleiro cruzeirense. Depois, numa lambança na saída de bola dos mineiros, fez pressão e Fábio chutou em cima dele, quase cedendo um tento. O placar chegou ao intervalo sem modificações.

O segundo tempo começou com panorama parecido. Nos primeiros 15 minutos, nenhuma das duas equipes teve chance clara de marcar. Até que aos 17 minutos, numa roubada de bola na defesa, Arthur partiu em contra-ataque e Leandro Carvalho acompanhou. Eles foram trocando passes até a grande área contrária, quando o centroavante serviu Carvalho, que finalizou. Fábio espalmou e no rebote, Arthur empurrou para a rede. 

A equipe da casa tentou correr atrás do prejuízo e em bolas aéreas, Barcos e Raniel assustaram o goleiro Everson. Para conter o ímpeto cruzeirense e resguardar o resultado, Marcelo Rospide, que substituiu Lisca na área técnica, lançou o zagueiro Valdo. Com uma linha de cinco jogadores, o Vovô dificultou a vida dos mineiros e passou a roubar mais bolas. Uma delas, feita por Richardson, aos 35 minutos, sequenciada de um lançamento para Arthur. O centroavante partiu do campo de defesa, desconfigurando impedimento. Ele carregou a bola até a entrada da área e bateu rasteiro, vencendo o goleiro Fábio.

Com 2 a 0 no placar, o Ceará sabia que o resultado estava consolidado e apenas administrou placar até o final. O Alvinegro alcançou os 34 pontos e ultrapassou Vitória, América-MG e Vasco da Gama.
 
O POVO

Acopiara: Homem de 52 anos morre afogado enquanto pescava


O plantão policial de Acopiara registrou nesta quarta dia 24/10/2018, por volta das 17h00min, um afogamento ocorrido no sítio sossego distante 12 km da sede deste município. De pronto a VTR 10331 compareceu ao local onde constatou veracidade do fato.

Segundo populares a vítima; FERNANDO MAIA LOPES, 52 anos, casado, agricultor, natural de Acopiara, residente no sítio sossego ele estava pescando com outros pescadores e veio a se afastar bastante dos demais e por volta das 16h começou a pedir socorro e se bater dentro da água, mas, como estava distante, dos demais não sendo possível socorrê-la.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, onde compareceu ao local a VTR AS-29 composta pelos bombeiros, que mergulharam e logo conseguiram encontrar o corpo da vítima. O rabecão do IML foi acionado ao local para fazer a remoção do corpo.



Fonte: Quartel do 10º BPM, Iguatu – CE, 25 de outubro de 2018.    3º SGT PM Fábio

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Eleitor que não votou no primeiro turno pode votar no segundo, alerta TRE-CE


O eleitor que não votou no primeiro turno das Eleições 2018, ocorrido em 7 de outubro, poderá votar no segundo turno, em 28 de outubro, desde que esteja em situação regular com a Justiça Eleitoral. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), o Título Eleitoral precisa se encontrar ativo, não podendo estar cancelado ou suspenso.

A Justiça Eleitoral considera cada turno de votação como uma eleição independente e o não comparecimento à primeira rodada de votação não impede o comparecimento às urnas no segundo turno. Além da escolha do próximo presidente da República, no próximo dia 28 de outubro os eleitores definirão o nome de governadores de 13 estados e do Distrito Federal, bem como os prefeitos de 19 cidades.

Exatamente por ser uma eleição independente, o eleitor ausente no primeiro turno é obrigado a justificar a ausência. A mesma regra vale para o cidadão que não votar no segundo turno. Ou seja, quem não comparecer às urnas nos dois turnos, deverá apresentar duas justificativas à Justiça Eleitoral. De qualquer modo, o eleitor que ainda não tiver justificado sua ausência no primeiro turno não está impedido de votar no segundo exatamente porque têm até 60 dias para fazê-lo.

Justificativa do voto
A justificativa pode ser feita por meio de um Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE) que deve ser entregue pessoalmente em qualquer cartório eleitoral ou ser enviado, por via postal, ao juiz da zona eleitoral onde o eleitor está inscrito.

Os endereços dos cartórios eleitorais podem ser obtidos no Portal do TSE. O prazo para envio é de 60 dias após cada turno da votação. A RJE deve ser acompanhada de documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito.

A justificativa de ausência na votação também pode ser feita por meio do Sistema Justifica. A ferramenta permite a apresentação do RJE pela internet após a eleição. Ao acessar o sistema, o eleitor deverá informar os dados pessoais, declarar o motivo da ausência às urnas e anexar documentação comprobatória digitalizada. O RJE é encaminhado para zona eleitoral a que o eleitor pertence e um código de protocolo é gerado para acompanhamento do processo.

Por G1 CE

Instituto Elo Amigo Realiza Capacitação de Famílias Agricultoras que Receberão Cisternas de Enxurrada em Orós e Jucás.


A capacitação foi realizada na última quinta e sexta-feira (18 e 20 de outubro), na Comunidade de Minador, envolvendo famílias de 9 comunidades de Jucás, e em Orós, no Sítio Pereiro dos Barbosas, envolvendo famílias de 5 comunidades. Intitulado como GAPA (Gestão de Água para Produção de Alimentos), tem como objetivo passar conhecimentos, para as famílias trabalharem de forma correta a água armazenada da cisterna, no arredor de casa, cuidados com a horta, plantas medicinais, o uso dos defensivos naturais, a fertilização do solo, etc.

Francisca Luzinete é da comunidade de Minador em Jucás e explica que a capacitação é bastante proveitosa, pois ajuda a evitar o desperdício de água. Ela pretende plantar hortaliças e criar aves. “A seca é comum em nossa região, e precisamos aprender a sobreviver com a seca. Eu pretendo plantar cebola, cheiro-verde, ervas medicinais e criar galinha, quando minha cisternas estiver pronta”, frisa Dona Luzinete.

Outra agricultora é a Joelma da Silva da comunidade de Pereiro dos Barbosas. Ela relata que a capacitação é uma forma de aprender tanto a economizar água quanto a produzir alimentos saudáveis. “Teremos frutas e legumes livres de agrotóxicos que nós mesmos produziremos. Eu não produzo porque as plantas morrem por falta de água, mas essa realidade irá mudar”, explica Joelma.

Um dos facilitadores do Instituto Elo Amigo, Thiago Barros explica que a GAPA é essencial para as famílias que estão recebendo as cisternas para produzir seus quintais produtivos. “É uma forma de mostrar as famílias, o passo a passo da construção das cisternas, as responsabilidades que elas têm, de tirar dúvidas sobre o projeto e também para unir a comunidade cada vez mais, para melhorias locais”, expõe Thiago.


Conforme o Coordenador Executivo do Instituto Elo Amigo, Marcos Jacinto, o projeto Quintais produtivos é uma forma de inserir as famílias agricultoras nos programas de convivência no semiárido para que elas possam ter acesso à água. “O Projeto Quintais Produtivos é uma importante ação entre as organizações da Sociedade Civil, através da ASA (Articulação do Semiárido Brasileiro), com o Governo do Estado. A GAPA é uma ação estratégica dentro do programa, pois é um primeiro contato das famílias sobre o programa, características, e tudo aquilo que está ligado a convivência no semiárido”, finaliza Jacinto.

A GAPA faz parte do Projeto Quintais Produtivos que beneficiará 150 famílias de cinco municípios do Centro Sul/Vale do Salgado do Ceará: Acopiara, Cariús, Jucás, Orós e Quixelô. O Projeto é financiado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Agrário e executada pelo Instituto Elo Amigo.

O PROJETO QUINTAIS PRODUTIVOS tem o objetivo de proporcionar o acesso à água para a produção de alimentos e/ou dessedentação animal à famílias de baixa renda e residentes na zona rural, por meio da implantação de cisternas de placas de 52.000 litros, com captação a partir de leito de ENXURRADAS, associada a capacitações técnicas e formação para a gestão da água. Com isso, espera-se que as famílias beneficiadas possam melhorar suas condições de vida, ampliando o acesso à água e contribuindo para a segurança alimentar e nutricional e a geração de renda a partir da comercialização de excedentes.


ENTENDA: Cisterna de Enxurrada

Tem capacidade para até 52 mil litros e é construída dentro da terra, ficando somente a cobertura de forma cônica acima da superfície. O terreno é usado como área de captação. Quando chove, a água escorre pela terra e antes de cair para a cisterna passa por duas pequenas caixas decantadoras, dispostas em sequência. Os canos instalados auxiliam o escoamento da água para dentro do reservatório. Com a função de filtrar areia e outros detritos que possam seguir com a água, os decantadores retêm esses resíduos para impedir o acúmulo no fundo da cisterna. A retirada da água é feita por uma bomba elétrica e jogada para um sistema de elevação (caixa d’agua) sendo distribuída por gravidade na plantação. A água estocada serve para criação de pequenos animais, cultivos de hortaliças, plantas medicinais e frutíferas.